Um dia...

(Laís Moura e Bárbara Suzart)

Fazia um frio de 5 graus, e eu estava saindo do trabalho à noite, como de costume.
Andava apressado, quando passei por um mendigo que tremia. Me aproximei para ouvir o que ele dizia. Foi mais ou menos isso:
- Um dia, eu pensei que o mundo era mágico, cheio de fadas, criaturas místicas, vilões, heróis, poderes elementais, enfim. Mas aprendi a crescer e descobrir o mundo real.
"Um dia, eu pensei em ter amigos, inimigos, melhores amigos. Brigar, brincar, se divertir da melhor maneira possível. Mas agora, sei que brincadeira tem hora.
"Um dia, eu pensei em não brincar com os sentimentos dos outros, para não ferir o coração de ninguém.
"Um dia, eu pensei em mudar de estilo e de atitude, mas descobri que não era o melhor para mim.
"Um dia, eu pensei em não me apaixonar por ninguém. Só pensei em amar a Deus, minha família e ter, principalmente, o amor próprio. Pois sabia que, muitas vezes, amar significa sofrer, por isso, não quis nem me casar e, muito menos, ter filhos.
"Um dia, eu pensei em ser feliz. Mas como podia ser feliz, se mal sei o caminho da felicidade?
"Um dia, pensei em ter uma determinada profissão, mas, depois, descobri que não tinha nada a ver comigo.
"Um dia, eu pensei em ter inveja, mesmo sabendo que isso não levaria a nada.
"Um dia, eu pensei em ser famoso. Sonhava com um mundo de fama, luxo e riqueza. Mas será que eu tenho talento para isso?
"Um dia, eu pensei que tinha todos os defeitos do mundo. Sim, eu tinha qualidades, mas pensava tinha muito mais defeitos.
"Um dia, eu pensei em observar as estrelas e, a partir de lá, começar a filosofar sobre a vida.
"Um dia, eu pensei em ser eu mesmo. Mas como poderia ser eu mesmo se eu nem sei minha personalidade direito, se a cada dia, sou uma coisa diferente?
"Mas eu sei que vai chegar um dia em que tudo isso que eu pensara será em vão, e que nada disso aconteceu, nada disso acontece e nada disso acontecerá. Não, não estou sendo pessimista, estou sendo realista.
"Eu só sei que, quando meu destino - isso se houver destino - for totalmente diferente do que havia pensado, olharei para o céu, independente do seu horário ou estado, e direi:
"- Um dia, eu pensei..."
Ele encostou a cabeça no asfalto e dormiu. Tirei meu casaco e meu cachicol e o cobri.
É... ao contrário do que muita gente pensa, mendigos pensam.

Comentários

Edmundo disse…
Olha só que interessante!!!!!!!!
Amei a profundidade desse conto.
Parabéns, vcs são nota 1000.(RSRSRSR).

Postagens mais visitadas